7 Melhores práticas para DHCP que você precisa conhecer

Shape Image One
7 Melhores práticas para DHCP que você precisa conhecer

Salve galera! Wellington Agápto por aqui. No artigo de hoje eu trouxe as 7 Melhores práticas para DHCP que todo administrador de T.I precisa conhecer.
 

1. Não coloque o DHCP no seu controlador de domínio

A recomendação geral é não executar nenhuma função adicional no seu controlador de domínio que não seja o DNS. Seu controlador de domínio deve ser um controlador de domínio / DNS e é isso. É comum que pequenas organizações instalem funções adicionais e software de terceiros em seus controladores de domínio. É recomendável evitar isso, se puder.

 

2. Configure um failover de DHCP

O failover de DHCP é um recurso para garantir a alta disponibilidade de um servidor DHCP. Com o failover do DHCP, dois servidores DHCP compartilham informações do DHCP para que, se um deles cair, o outro servidor ainda possa fornecer concessões DHCP aos clientes.
A opção de failover DHCP está embutida no sistema operacional do servidor Windows.
 

3. Evite atribuições de IP estáticas e use reservas DHCP

Atribuir endereços IP estáticos a computadores, impressoras, telefones ou qualquer outro dispositivo de usuário final é um problema. Com as reservas de DHCP, tudo o que você precisa fazer é atualizar o endereço MAC quando os dispositivos forem substituídos e o IP for atribuído automaticamente de volta ao dispositivo. Ele também fornece uma visão rápida de tudo o que lhe foi atribuído um IP, em vez de rastrear manualmente tudo em uma planilha.
 

4. Excluir IPs do escopo DHCP

Ao criar um escopo DHCP, recomendo excluir um pequeno intervalo para atribuições de IP estático. Sim, eu sei que na dica anterior eu disse para você não usar atribuições estáticas, mas você precisará delas para equipamentos de infraestrutura. Suas redes terão uma rota padrão que será um roteador, então você definitivamente quer que isso seja excluído do pool DHCP. Você também pode encontrar outros equipamentos que exijam um IP estático, por isso é bom excluir um pequeno intervalo de IPs do pool DHCP para esses dispositivos.
 

5. Dicas de duração da concessão do DHCP

Para redes pequenas, você pode deixar o tempo de concessão na configuração padrão de 8 horas. Para redes grandes, considere alterar os escopos DHCP para dispositivos fixos (estações de trabalho) para 16 dias. Isso pode reduzir o tráfego de rede relacionado ao DHCP. As estações de trabalho não se movem com muita frequência e, portanto, não precisam passar por toda a dança do DHCP para obter um endereço IP.
Se você fornecer wifi de convidado, esses escopos DHCP poderão esgotar-se rapidamente dos IPs disponíveis. Esses dispositivos provavelmente só precisam de acesso temporário, como algumas horas. Para esses escopos, considere ajustar o tempo de concessão do DHCP para 1 hora. Se o dispositivo ainda estiver ativo, ele será renovado, mas se o dispositivo for desconectado, liberará um endereço IP. Isso deve ajudar com os IPs disponíveis nos seus escopos de convidados.
Isso também pode ser o caso de dispositivos móveis, mas esse pode ser complicado, com mais e mais usuários tendo laptops. O padrão de 8 dias pode ser suficiente, mas se você souber de dispositivos móveis que se movimentam bastante, considere reduzir o tempo de concessão.

 

6. Use a detecção de conflitos de IP somente quando necessário

Quando dois dispositivos na mesma LAN têm o mesmo endereço IP, ocorre um conflito de endereço IP. Isso faz com que um ou ambos os dispositivos tenham problemas de comunicação na rede.
O servidor DHCP tem uma opção para ajudar a reduzir conflitos de IP. A opção de detecção de conflitos no servidor DHCP primeiro verifica se um IP está em uso antes de atribuí-lo a um dispositivo.
Por padrão, isso está desativado em todos os escopos do DHCP.
A recomendação da Microsoft é usar isso somente quando necessário. NÃO ative isso para todos os escopos. Se você ficar longe de atribuições de IP estático, provavelmente nunca precisará ativar isso.
Se você ativar, defina as tentativas de detecção para 1 ou 2.
 

7. Execute o analisador de práticas recomendadas do DHCP

O analisador de melhores práticas da Microsoft são diretrizes consideradas como a melhor maneira de configurar um servidor. O analisador de práticas recomendadas está embutido no Windows Server e está disponível na ferramenta de gerenciamento de servidores.
 
1: Abra o Gerenciador do Servidor
2: Clique no DHCP
3: iniciar uma varredura BPA
 
Os resultados serão exibidos quando a verificação estiver concluída
O scanner BPA deve ajudar a descobrir erros de configuração básicos.
 

Quer tornar-se um especialista em produtos Microsoft?

Tenha acesso a vários cursos em uma única plataforma pagando apenas R$ 9,90 por mês?
Conheça o Microsoft Club clicando aqui.